Porcelanatos

autocad-projeto-arquitetonico

De acordo com o site Brazil South (2011), porcelanato Ai?? um revestimento de altAi??ssima qualidade, obtido atravAi??s de matAi??rias-primas de grande pureza submetidas a um tratamento tAi??rmico elevado.

O porcelanato Ai?? compacto, homogA?neo, denso e totalmente retificado (existem tipos nA?o retificados).

Suas vantagens sA?o: altAi??ssima resistA?ncia quAi??mica, resistA?ncia ao gelo, resistA?ncia mecA?nica, resistA?ncia Ai?? abrasA?o e alta durabilidade.

O porcelanato Ai?? especialmente indicado para ambientes de alto trA?fego como shopping centers, aeroportos, hospitais, escolas, indA?strias e supermercados.

A duraAi??A?o de um porcelanato Ai?? muito maior que o granito porque Ai?? mais duro na escala MOHS (escala aplicada Ai??s pedras naturais).

 

CaracterAi??sticas

Ainda de acordo comAi??o site Brazil South (2011), o porcelanato:

  • Ai?? um piso nobre feito com massa de porcelana, com absorAi??A?o de A?gua menor que 0,5%, e com isso uma EPU ai??i?? expansA?o por umidade – praticamente nula;
  • Ai?? um material de baixa porosidade por possuir uma massa mais densa que a cerA?mica comum, tendo com isso, facilidade na limpeza de sua superfAi??cie;
  • possui a mais alta das resistA?ncias ao impacto entre todos os produtos do universo cerA?mico com alta resistA?ncia Ai?? ruptura;
  • Ai?? produzido em temperaturas elevadas, por volta de 1250Ai??C, com prensas hidrA?ulicas de altAi??ssima pressA?o, com massas ricas em feldspato e fundentes nobres, com moagem muito fina e uma sinterizaAi??A?o total.

 

AbsorAi??A?o de A?gua

Todo revestimento cerA?mico tem uma certa porosidade, isto Ai??, tem espaAi??os vazios em sua base (massa). Quanto menor a porosidade de um revestimento, menor a quantidade de A?gua que ele pode absorver e melhores serA?o as suas caracterAi??sticas tAi??cnicas.

Esta caracterAi??stica Ai?? utilizada para a classificaAi??A?o dos revestimentos cerA?micos. A norma NBR 13817:1997, baseada na ISO 13006:1995, classifica os revestimentos cerA?micos de acordo com sua absorAi??A?o de A?gua.

Segundo a norma ISO 13006:1995, um revestimento cerA?mico Ai?? classificado como porcelanato quando possui absorAi??A?o d’A?gua menor que 0,5%.

 

Piso cerA?mico x porcelanato

A diferenAi??a bA?sica estA? na absorAi??A?o d’A?gua. Os pisos cerA?micos apresentam absorAi??A?o d’A?gua menor que 6%. JA? os porcelanatos apresentam absorAi??A?o d’A?gua menor que 0,5% .Ai?? Segundo informaAi??Ai??es do site Brazil South (2011), essaAi??baixa absorAi??A?o d’A?gua possibilita:

  • alta resistA?ncia mecA?nica, suportando cargas pesadas, mesmo com menor peso e espessura que as pedras naturais;
  • alta resistA?ncia Ai?? abrasA?o, suportando trA?fego intenso de pessoas e veAi??culos;
  • alta resistA?ncia ao gelo, podendo ser utilizado em locais com climas muito frios;
  • baixAi??ssima expansA?o por hidrataAi??A?o, nA?o descolando se forem bem assentados;
  • possibilidade de se utilizar juntas de assentamento mAi??nima, dando um acabamento diferenciado;
  • facilidade de assentamento.

 

Tipos de porcelanato

A Ceusa RevestimentosAi?? CerA?micos (2011) ressalta que existem dois tipos no mercado:

  • Porcelanato tAi??cnico: Ai?? aquele que recebe a decoraAi??A?o e a cor na prA?pria massa atravAi??s de corantes, corantes micronizados, sais solA?veis, entre outros.
  • Porcelanato esmaltado: Ai?? uma massa A?nica que recebe sua cor atravAi??s da esmaltaAi??A?o e decoraAi??A?o. Desta forma, todo material que contenha esmalte na superfAi??cie terA? PEI, definido pelo fabricante, em conformidade com as Normas TAi??cnicas.

E a ABNT NBR 15463:2007 classifica de acordo com a absorAi??A?o de A?gua:

  • Porcelanato tAi??cnico: Ai??AbsorAi??A?o de A?gua ai??i?? 0,10%
  • Porcelanato esmaltado: 0,10% < AbsorAi??A?o de A?gua ai??i?? 0,50%

Para Dias e Quinteiro (2010 apud COSTA at al, 2010), quanto mais baixo for Ai??ndice de absorAi??A?o de A?gua, menor a porosidade e maior a resistA?ncia mecA?nica e Ai?? abrasA?o. Esse Ai?? o caso dos porcelanatos tAi??cnicos, divididos em dois grupos. Nos semipolidos, ou acetinados, o processo nA?o chega ao polimento completo, portanto nA?o hA? brilho. JA? os polidos trazem um brilho que oferece a sensaAi??A?o de amplitude, mas sA?o mais escorregadios. Esse tipo tem maior suscetibilidade a manchas se comparado aos anteriores. Em sua superfAi??cie pode existir microporosidade, que surge pela aAi??A?o do polimento.

E Menegazzo (2010 apud COSTA at al, 2010) salienta que, se a ideia for comprar uma peAi??a rA?stica, tanto os tAi??cnicos quanto os esmaltados dispAi??em desse acabamento. Ele oferece maior resistA?ncia ao escorregamento, mas dificulta a limpeza.

O tom e o desenho suaves do porcelanato retificado Alberi sA?o obtidos por meio de impressA?o digital. Ele reA?ne outras duas tendA?ncias: baixa espessura (5,5 mm) e grande formato (19,5 x 85 cm).  Fonte: Costa at al (2010) ai??i?? fotos de AndrAi?? Fortes

O tom e o desenho suaves do porcelanato retificado Alberi sA?o obtidos por meio de impressA?o digital. Ele reA?ne outras duas tendA?ncias: baixa espessura (5,5 mm) e grande formato (19,5 x 85 cm).
Fonte: Costa at al (2010) ai??i?? fotos de AndrAi?? Fortes

Porcelanatos imitando crema marfil e quartzito Fonte: Costa at al (2010) ai??i?? fotos de AndrAi?? Fortes

Porcelanatos imitando crema marfil e quartzito
Fonte: Costa at al (2010) ai??i?? fotos de AndrAi?? Fortes

Exemplo de aplicaAi??A?o de porcelanato Fonte: Brazil South (2011)

Exemplo de aplicaAi??A?o de porcelanato
Fonte: Brazil South (2011)

Exemplo de aplicaAi??A?o de porcelanato Fonte: Brazil South (2011)

Exemplo de aplicaAi??A?o de porcelanato
Fonte: Brazil South (2011)

 

ReferA?ncias

autocad-pacote-premium

ASSOCIAAi??A?O BRASILEIRA DE NORMAS TAi??CNICAS – ABNT. Minuta de Ata CE-02:109.10 Placas CerA?micas. SA?o Paulo, 2006.

BRASIL SOUTH. Consulta geral Ai?? homepage. DisponAi??vel em: <http://www.brazilsouth.com.br/>. Acesso em: 26 maio 2011.

CEUSA REVESTIMENTOS CERAi??MICOS. Consulta geral Ai?? homepage. DisponAi??vel em: <http://www.virtualiza.com.br/>. Acesso em: 26 maio 2011.

COSTA, D. at al. 9 perguntas e respostas sobre cerA?micas e porcelanatos. Revista Arquitetura e ConstruAi??A?o, SA?o Paulo, abr. 2010.Ai?? DisponAi??vel em: <http://casa.abril.com.br/materias/pisos/9-perguntas-respostas-ceramicas-porcelanatos-541793.shtml>. Acesso em: 26 maio 2011.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
revit modelagem básica

Construir engloba um conjunto de blogs e sites idealizados pela arquiteta Roberta Vendramini