Sapatas – o que sA?o e qual suprirA? cada necessidade?

combo 3ds

FundaA�A�es: A definiA�A?o de fundaA�A�es consiste no elemento estrutural que executa a funA�A?o de transmitir a carga de toda a estrutura ao solo sem que provoque a ruptura do terreno de fundaA�A?o ou do prA?prio elemento de ligaA�A?o, cujos recalques sejas satisfatoriamente absorvidos pelo conjunto da estrutura. HA? dois tipos, e um deles A� chamado de fundaA�A?o superficial, rasa ou direta, que A� definida pela NBR 6122/2010 como: a�?elemento de fundaA�A?o em que a carga A� transmitida ao terreno pelas tensA�es distribuA�das sob a base da fundaA�A?o, e a profundidade de assentamento em relaA�A?o ao terreno adjacente A� fundaA�A?o A� inferior a duas vezes a menor dimensA?o da fundaA�A?o.a�? Uma das maneiras de fundaA�A?o superficial A� a sapata.

Sapata de FundaA�A?o: A Sapata de fundaA�A?o A� uma base de concreto que procura suprir as necessidades descritas na definiA�A?o de fundaA�A?o. Definida pela NBR 6122/2010 como um a�?elemento de fundaA�A?o superficial, de concreto armado, dimensionado de modo que as tensA�es de traA�A?o nele resultantes sejam resistidas pelo emprego de armadura especialmente disposta para esse fim.a�?

Quando tratamos de sapatas, hA? quatro tipos: Sapata Isolada, Sapata Corrida, Sapata associada e viga alavanca/viga de equilA�brio. As duas primeiras podem ser classificadas ainda como rA�gidas ou em flexA�veis.

 

Sapata Isolada: A isolada consiste emA�transmitir aA�A�es de um A?nico pilar, que pode estar centrado ou A� do tipo nA?o alongada.A�Ele pode ter formato quadrado, retangular, circular, sendo sua altura constante ou que fique variando linearmente entre as fazes do pilar A� extremidade da base. Em geral sA?o feitas com forma de tronco de pirA?mide.

Nesse tipo, o centro de gravidade da sapata deve ser o mesmo que o centro de aplicaA�A?o da aA�A?o do pilar. De acordo com NBR, aA�menor dimensA?o deve ser a�? 60 cm, sendo a relaA�A?oA�entre os lados da sapata (L1/L2) a�� 2,5.

sapata isolada

 

 

sapara isolada 2

 

Sapata isolada 3

 

 

Sapata Corrida: Esse tipo A� empregado normalmente para receber as aA�A�es verticais de muros, paredes e elementos alongados que transmitam carregamento uniformemente distribuA�do numa sA? direA�A?o. Sua dimensA?o A� a mesma de uma laje armada em uma direA�A?o. NA?o A� necessA?ria a verificaA�A?o da punA�A?o em sapatas desse tipo por receberem aA�A�es em focos distribuA�dos. Pelo fato de as bielas de compressA?o serem A�ngremes, tensA�es de aderA?ncia elevadas na armadura principal acabam aparecendo, o que pode acarretar na ruptura do concreto de cobrimento, gerando fendas, essas que podem ser evitadas com diA?metros menores para as barras e espaA�amentos menores entre elas. Sua execuA�A?o A� de nA�vel fA?cil e nA?o A� necessA?rio muito esforA�o, tendo seus poA�os cavados atA� mesmo A� mA?o, dependendo pro projeto arquitetA?nico, e de fundura rasa. Normalmente executado com concreto ciclA?pico, que A� concreto + pedra de mA?o. Segue as paredes da edificaA�A?o.

sapata corrida

 

sapata corrida1

 

sapata-corrida

 

 

Sapata Associada: Sapatas associadas transmitem aA�A�es de dois ou mais pilares adjacentes. Normalmente seu recurso A� procurado quando nA?o A� capaz, por falta de espaA�o ou por estarem muito prA?ximos, a utilizaA�A?o de sapatas isoladas para casa um dos pilares que foram associados. Quando estA?o muito prA?ximas, suas bases ficariam sobrepostas ao fazA?-las isoladas em planta, nesse caso usa-se o recurso da sapata associada, recebendo as aA�A�es de dois ou mais pilares e dentro do espaA�o correto.

Normalmente, o centro de aplicaA�A?o das cargas que chegam dos pilares estA?o no centro de gravidade da sapata. Para casos de carregamento uniformes e simA�tricas, as sapatas associadas viram uma sA? de base retangular e simples, mas quando as cargas dos pilares tA?m uma diferenA�a muito grande, A� necessA?ria a projeA�A?o de uma sapara trapezoidal ou uma sapata retangular com balanA�os livres diferentes.

.autocad-projeto-prefeitura

sapata associada 2

sapata associada

Sapata com viga de equilA�brio: “No caso de pilares posicionados junto A� divisa do terreno, o momentoA�produzido pelo nA?o alinhamento da aA�A?o com a reaA�A?o deve ser absorvido por umaA�viga, conhecida como viga de equilA�brio ou viga alavanca, apoiada na sapata junto A�A�divisa e na sapata construA�da para pilar interno.” Dessa maneira, a viga de equilA�brio desemprenha um papael de transmitir a carga vertical do pilar para o centro de gravidade da sapata que encontra-se na divisa e tambA�m resistir aos momentos fletores produzidos pela diferente carga do pilar para com o centro dessa sapata.”

viga de equilibrio2

viga de equilibrio

vigaequilibrio

 

 

Fontes: Unesp, Ufsm.

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

autocad-pacote-premium

Rafael de Oliveira Bolonha

Estudante de Engenharia Civil da Univix – Faculdade Brasileira, em Vitória, Espírito Santo.