Erros de construA�A?o durante a concretagem

autocad-projeto-arquitetonico

Erros de construA�A?o durante a concretagem no local podem ocorrer devido a inobservA?ncia dos procedimentos especificados e as boas prA?ticas ou descuido total. A maioria desses erros podem nA?o levar a insuficiA?ncia ou deterioraA�A?o do concreto, mas podem ter um impacto adverso sobre a estrutura com o tempo.

Os erros de construA�A?o, que sA?o susceptA�veis de ocorrer no local com as medidas preventivas deles A� discutido em detalhe abaixo. Esses erros ocorrem nA?o sA? durante a construA�A?o nova, mas tambA�m pode acontecer durante a reforma ou reabilitaA�A?o de obras.

erros de concretagem

1. A adiA�A?o de A?gua no concreto:A� A A?gua A� geralmente adicionada ao concreto de um ou ambos dos seguintes casos:

Primeiro, a A?gua A� adicionada ao concreto num caminhA?o de entrega para acelerar o despejo e diminuir o derramamento ou esforA�o de colocaA�A?o. Isto resultarA? umA�concreto com resistA?ncia e durabilidade reduzida. A medida que a relaA�A?o A?gua/cimento do concreto aumenta, a resistA?ncia e a durabilidade diminui.

No segundo caso, a A?gua A�A�adicionada durante o acabamento do elemento estrutural. Isto leva a descamaA�A?o, a formaA�A?o de fissuras eA�esfarelamento do concreto.

2. Alinhamento imprA?prio das formas: O alinhamento imprA?prio das formas trarA? uma descontinuidades na superfA�cie do concreto. Embora estas descontinuidades aconteA�am em todas as circunstA?ncias, a sua ocorrA?ncia pode ser mais crA�tica em A?reas que estA?o sujeitas a alta velocidade do fluxo de A?gua, em que a erosA?o pela formaA�A?o de cavidades pode ser induzida ou em cA?maras de bloqueio (em canais) onde as o atrito das superfA�ciesA�deve ser linear.

3. ConsolidaA�A?o ouA� compactaA�A?o inadequada do concreto: A compactaA�A?o indevida do concreto pode resultar numa variedade de defeitos, sendo os mais comuns, buracos, faveolamento e juntas frias.

Buracos (Bugholes) sA?o formados quando pequenos bolsA�es de ar ou A?gua ficam presos contra as formas. Uma mudanA�a na mistura para tornA?-lo menos pegajoso” ou a utilizaA�A?o de pequenos vibradores trabalhando junto a forma tem sido utilizado para ajudar a eliminar esses buracos.

Faveolamento (Honeycombing) pode ser reduzido pela inserA�A?o do vibrador com mais frequA?ncia, inserindo ele o mais prA?ximoA�possA�vel da forma,A� sem tocar na forma e depois retirando de forma mais lenta. Obviamente, qualquer um ou todos estes defeitos tornam muito mais fA?cil para qualquer mecanismo causador de dano para iniciar a deterioraA�A?o do concreto.

Frequentemente, o medo de sobre adensamento A� usado para justificar a falta de esforA�o para a consolidaA�A?o de concreto.

4. Cura inadequada: Cura A� provavelmente o aspecto mais explorado no processo de construA�A?o do concreto. Se nA?o for dado ao concreto o tempo suficiente para curar, a uma humidade e temperatura adequada, ele nA?o desenvolverA? as caracterA�sticas que sA?o esperadas e que sA?o necessA?rias para proporcionar durabilidade. Os sintomas do concreto curado indevidamente podem incluir vA?rios tipos de rachaduras na superfA�cie e desintegraA�A?o.

Em casos extremos, onde a mA? cura A� usada para se conseguir vantagens antecipadas do concretagem poderA?o ocorrer rachaduras estruturais.

5. LocalizaA�A?o inadequada da ferragem: Esta seA�A?o refere-se a ferragem que estA? mal localizada ou nA?o estA? devidamente colocada no local adequado.

Qualquer um destes defeitos podem levar a dois tipos gerais de problemas. Em primeiro lugar, o aA�o pode nA?o funcionar estruturalmente como pretendido, resultando em rachaduras ou falha estrutural. Um exemplo que particularmente prevalecente A� a colocaA�A?o de rede de arame soldada em lajes. Em muitos casos, a malha acaba no fundo da laje que, posteriormente racha pois o aA�o nA?o estA? na posiA�A?o adequada. O segundo tipo de problema A� a durabilidade decorrente da mA? amarraA�A?o ou mA? localizaA�A?o da ferragem.A�A tendA?ncia A� a do aA�o ficar perto da superfA�cie do concreto o que acarreta uma aceleraA�A?o da corrosA?o do aA�o a medida que a cobertura de concreto A� reduzida.

6. MovimentaA�A?o das formas:A� O Movimento da forma durante o perA�odo de tempo no qual o concreto vai de fluido a rA�gido pode induzir rachaduras e separaA�A?o no interior do concreto. Uma fenda aberta na superfA�cie vai permitir o acesso de A?gua ao interior do concreto. Um vazio interno pode dar origem a problemas de congelamento ou corrosA?o se o vazio torna-se saturado.

combo 3ds

7. RemoA�A?o prematura do escoramento: Se as escoras ou o escoramento A� removido antes do tempo, o concreto afetado pode tornar-se sobrecarregado e rachar podendo inclusive, levar a falhas bem maiores, em casos extremos.

8. SedimentaA�A?o do concreto:A� Durante o perA�odo entre a colocaA�A?o e a preparaA�A?o inicial do concreto, os componentes mais pesados a��a��do concreto vA?o seA� assentar sob a influA?ncia da gravidade. Esta situaA�A?o pode ser agravada pelo uso de concretos altamente fluidos. Se houver alguma restriA�A?o que impeA�a essa correA�A?o, irA?o aparecer fendas ou separaA�A�es. Estas fissuras ou separaA�A�es tambA�m podem desenvolver problemas de corrosA?o ou congelamento se saturado.

9. Assentamento do aterro: Se houver qualquer assentamento do aterro durante o perA�odo em queA�o concreto comeA�a a se tornar rA�gido, antes que ele ganhe forA�a suficiente para suportar o seu prA?prio peso, rachaduras tambA�m podem ocorrer.

10. VibraA�A?o do concreto recA�m colocado: A maioria dos locais de construA�A?o sA?o submetidos a vibraA�A?o de vA?rias fontes, tais como explosA�es, cravaA�A?o de estacas e operaA�A?o de equipamentos de construA�A?o. Concreto recA�m colocado A� vulnerA?vel ao enfraquecimento de suas propriedades se sujeita a forA�as que perturbem a matriz de concreto durante a preparaA�A?o.

11. Acabamentos inadequados no plano da superfA�cie do concreto: Os procedimentos de acabamento imprA?prios mais comuns que sA?o prejudiciais para a durabilidade da superfA�cie de concreto sA?o discutidos abaixo:

  • AdiA�A?o de A?gua na superfA�cie: A evidA?ncia de que a A?gua estA? a ser adicionada A� superfA�cie A� a presenA�a de uma grande escova, juntamente com outras ferramentas de acabamento. A escova A� mergulhada em A?gua e A� “largada sobre a superfA�cie a ser terminada.
  • Momento do acabamento: As operaA�A�es de acabamento final devem ser feitas depois que o concreto tenha adquirido a sua configuraA�A?o inicial e o sangramento parado. O perA�odo de espera depende da quantidade de A?gua, cimento e aditivos na mistura, mas principalmente da temperatura da superfA�cie de concreto. Em uma laje parcialmente sombreada, a parte em que o sol bate geralmente estarA? pronta antes da parte na sombra.
  • AdiA�A?o de cimento A� superfA�cie: Esta prA?tica A� muitas vezes feita secando o sangramento para permitir o acabamento mais rA?pido e irA? resultar em um revestimento de cimentoA�fino que vai quebrar ou descamar com facilidade.
  • Uso de adulteraA�A?o: A adulteraA�A?o ou “jitterbug A� desnecessariamente usada em muitos trabalhos.A� Jitterbug A� uma ferramenta usada quando se despeja o concreto para empurrar o cascalho no concreto para baixo a fim de evitar que ele interfira no processo de acabamento, tornando o trabalho mais fA?cil. Esta prA?tica, no entanto, cria uma camada superficial rica em argamassa de cimento. A jitterbug nA?o deve ser permitida com uma mistura bem dimensionada. Se uma mistura dura tem que ser terminada, o uso criterioso de um jitterbug pode ser A?til.
  • Juntas: A causa mais frequente de rachaduras no nivelamento do terreno A� o espaA�amento incorreto e localizaA�A?o das juntas.

Concretagem

Fonte: The Constructor

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.autocad-projeto-prefeitura

José Eduardo Rendeiro

Arquiteto formado pela Universidade Mackenzie com atividades em escritórios de arquitetura e construções, além de projetos próprios. Trabalha com Autocad, Sketchup e Revit e dá suporte e produz conteúdo para Cursos Construir além de traduzir e escrever artigos de Arquitetura e Plataforma BIM para blogs específicos.