Design alemão – Funcionalidade e desenho atemporal.

.autocad-projeto-prefeitura

As peças desenhadas por designers que utilizam como base a escola alemã de design são certamente as mais conhecidas. Consideradas peças atemporais, elas podem ser utilizadas em qualquer época sem qualquer problema, e são, inclusive, modificadas e adaptadas sempre, mas mantendo o estilo e o modelo original como base.

Esse estilo também é conhecido por ser muito preciso, funcional, limpo e racional. Ele é pioneiro e utiliza muitas linhas retas, sem adornos, e com um ideal básico seguido à risca por seus simpatizantes, que é “menos é mais”, ou seja, quando mais simples, melhor.

Algumas dessas heranças podem ser facilmente identificadas até hoje nas peças de design contemporâneo, sendo que algumas das clássicas, como a cadeira Barcelona, de 1929, são copiadas. Mies Van der Rohe foi quem desenhou-a para a Feira Internacional de Barcelona, representando seu país, a Alemanha. Até hoje ela é produzida em todo o mundo, com modificações casuais e sem grande impacto, e são muito vendidas, peça comum nas salas atuais.

Esse traço germânico ainda carrega um grande legado de cadeiras, poltronas, luminárias, objetos do dia a dia. É claro que não somente os de origem alemã que utilizam-na, sendo ela muito comum em todo o mundo.

De acordo com o arquiteto Enio Moro,  coordenador do curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário Belas Artes, a criatividade e o senso estético são essenciais para o movimento, e de acordo com ele “há também a excelência nas soluções técnicas encontradas, a impecabilidade na execução dos produtos e a busca por um desenho universal”. Esses fatores aparecem independente do tipo da obra, sendo essa marca “made in Germany” presente desde simples talheres a automóveis e eletrônicos.

Veja exemplos desse movimento tão conhecido e utilizado por todo mundo há tantos anos:

revit modelagem básica
design-alemão-1

Louças Arzberg

design-alemão-2

Music Room – Arquiteto Richard Riemerschmid – 1898

design-alemão-3

Cadeiras Thonet nº 14 e nº 18 – Designer Michael Thonet – Modelos muito reproduzidos até hoje e muito comum na sala brasileira.

design-alemão-4

Pastas Leitz – designer Louis Leitz – 1896 – Revolucionou a maneira de organizar documentos e são MUITO usadas atualmente.

design-alemão-5

Poltrona Wassily – Arquiteto e designer Marcel Breuer

design-alemão-6

Cadeira Cesca – Essa provavelmente você já sentou, isso se não tiver uma em casa!

design-alemão-7

Luminária Bulb – Criada em 1966 pelo designer alemão Ingo Maurer

design-alemão-8

Cadeira Barcelona – Mies Van der Rohe

design-alemão-9

Mesas B9 – Criadas pelo húngaro Marcel Breuer

design-alemão-10

Luminária WG 24 – Wilhelm Wagenfeld e Karl J. Jucker, designs alemães – 1924

design-alemão-11

Faqueiro Kobes – 2011 e 2012 por Till Kobes

design-alemão-12

Cadeira Myto – 2006 por Konstantin Grcic

design-alemão-13

Lustre Porca Miséria!

design-alemão-14

Tapete Pixel Persian – Volker Albus, muito reproduzido também, com uma versão feita recentemente, em 2010

design-alemão-15

Hemp Chair – desenhada por Werner Aisslinger

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
combo 3ds

Rafael de Oliveira Bolonha

Estudante de Engenharia Civil da Univix – Faculdade Brasileira, em Vitória, Espírito Santo.