Cola inspirada em crustáceos funciona debaixo d’água

combo 3ds

Crustáceos e mexilhões aderem ao casco de navios e a pedras graças a uma cola de proteínas muito pegajosa que eles expelem e que os mantêm grudados por muito tempo, mesmo debaixo d’água. Os pesquisadores do famoso Massachusetts Instituto of Technology (MIT), nos Estados Unidos, se inspiraram nesta cola – e a usaram como um dos ingredientes – para criar um adesivo pegajoso à prova d’água, que, segundo eles, deverá ser usada em aplicações marítimas e médicas.

A equipe do MIT, liderada pelo professor de engenharia biológica e engenharia elétrica e da ciência da computação, Timothy Lu, combinou múltiplas proteínas dos mexilhões com outras encontradas em biofilmes criados por bactérias para formar uma cola super adesiva que supera qualquer uma das utilizadas na pesquisa.

revit modelagem básica
construir-mexilhoes

Os mexilhões aderem ao casco de navios e a pedras graças a uma cola de proteínas muito pegajosa que eles expelem

Tentativas anteriores feitas por outros pesquisadores usando a bactéria E.coli e apenas uma proteína dos crustáceos não tiveram a mesma complexidade como a versão hídrica criada pelos estudiosos da MIT. Isto porque a super-cola combina duas das várias proteínas encontradas na secreção de mexilhões com a proteína de biofilmes. As proteínas bacterianas fibrosas estão ligadas às dos mexilhões, assim, o material molecular híbrido resultante agrega-se hierarquicamente em estruturas de malhas maiores e mais complexas. O material formado por estas estruturas é mais flexível, adere-se a uma variedade de superfícies úmidas e secas, e é o adesivo à prova d’água a base de proteína mais forte inventado até agora.

Pesquise cursos de design no exterior pelo Hotcourses Brasil.

Fonte: DesignNews

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

.autocad-projeto-prefeitura